Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Startups: escritório de direito de Itajaí (SC) visita polo de negócios inovadores em Miami, nos EUA - WITRI

Startups: escritório de direito de Itajaí (SC) visita polo de negócios inovadores em Miami, nos EUA

Startups escritório de direito de Itajaí (SC) visita polo de negócios inovadores em Miami, nos EUA

Compartilhe este conteúdo:

Aluguel de imóveis pela internet, pedir comida a qualquer hora do dia, músicas e programas de rádio no mesmo espaço: as startups chegaram e conquistaram espaço na vida dos brasileiros. Para cada nova ideia, um novo formato de negócio. Para entender mais sobre as oportunidades inovadoras, o escritório especialista em direito tributário e aduaneiro de Itajaí (SC), Sales Vieira, visitou Miami, nos Estados Unidos – região que vem crescendo quando o assunto é renovação tecnológica e ousadia.

A região vem sendo popularmente chamada como “novo Vale do Silício”, pois está se tornando berço de empresas startup e indústrias tecnológicas. Essas empresas emergentes, geralmente fundadas por empreendedores com visão de futuro, têm revolucionado a forma como os negócios são conduzidos em diversos setores da economia.

Para Nilton André Sales Vieira, advogado e sócio do escritório, a experiência abre novas oportunidades no Brasil também dentro da área de direito – já que as novas empresas também se enquadram como contribuintes.

“A tributação é um aspecto crucial a ser considerado pelas startups, pois pode ter um impacto significativo em seu sucesso e sustentabilidade financeira. Compreender e lidar adequadamente com as questões fiscais é essencial para garantir uma posição competitiva no mercado e otimizar os recursos disponíveis.”

Nilton André Sales Vieira

Ainda de acordo com André, para as startups, a escolha do regime tributário mais adequado é fundamental. Existem diferentes regimes tributários, como Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real, cada um com suas particularidades. Recomenda-se que as startups levem em consideração fatores como o faturamento anual esperado, a margem de lucro e as atividades exercidas ao escolher o regime tributário.

“Além da escolha do regime tributário, as startups também podem se beneficiar de incentivos fiscais oferecidos pelo governo. Dentre eles, destacam-se a Lei do Bem e o Programa Startup Brasil”, comenta. “Para obter esses incentivos, é necessário atender a determinados requisitos estabelecidos pelas legislações específicas, por isso é fundamental consultar a avaliação de profissionais”, completa.