Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Perfil Fraudador: conheça as características e saiba como o Canal de Denúncias pode ajudar a combater fraudes - WITRI

Perfil Fraudador: conheça as características e saiba como o Canal de Denúncias pode ajudar a combater fraudes

Perfil Fraudador

Compartilhe este conteúdo:

Toda empresa está sujeita a ser vítima de fraudes e irregularidades. Embora seja uma situação grave, é infelizmente mais comum do que se imagina.

Para tomar medidas efetivas para prevenção e combate a esse problema, é importante conhecer o perfil do fraudador, saber que tipos de ações são as mais comuns, os sinais de alerta e as ferramentas de proteção, sendo o Canal de Denúncia a mais importante delas.

O que é a fraude?

A fraude caracteriza-se por um ato de má-fé, com intenção de prejudicar alguém e/ou se beneficiar indevidamente. Dentre os vários tipos, destacam-se:

  • roubo dos chamados “ativos físicos” e de informação: subtração de equipamentos, materiais, máquinas, propriedade intelectual, etc.;
  • fraude financeira interna: quando o colaborador faz uso de recurso ou patrimônio da organização para vantagem própria;
  • fraude contábil: quando os registros contábeis são adulterados, para dar aparência de saúde financeira melhor que a real (ex.: adulteração nos valores das despesas, antecipação indevida de faturamento, ocultação de dívidas, etc.);
  • fraude em licitações: quando utilizam-se artifícios ilícitos para ganhar um certame (ex.: falsificação de documentos, uso de cartel ou conluios com outros participantes, suborno, corrupção, etc.);
  • descumprimento de regras de Compliance: quando o colaborador descumpre as orientações e regramentos internos da empresa buscando benefício pessoal;
  • corrupção e suborno: quando se recebe ou se oferece uma vantagem indevida, visando benefício próprio.

Esses atos causam grandes prejuízos financeiros e de reputação para as empresas.

O perfil fraudador: dados importantes

Ainda que as fraudes possam ser cometidas por qualquer pessoa, é possível delimitar um padrão de comportamento e um perfil consistente da pessoa que geralmente se envolve neste tipo de ato.

Por isso, fique atento aos sinais de alerta.

A Consultoria de Negócios KPMG realizou uma pesquisa inédita sobre o perfil do fraudador no Brasil e aponta algumas possíveis características.

Os atores principais das fraudes são, em geral:

  • homens (80%);
  • com idade entre 26 e 45 anos (76%);
  • que trabalham na empresa-vítima por pelo menos 1 ano e no máximo por 4 anos (45%).

Ele é, além disso, um especialista ou coordenador/gerente, alocado na área de operações, comercial ou gestão — em geral, sempre ocupando alguma posição elevada, ocasião que permite a ele o conhecimento sobre o trânsito de informações e os “caminhos” para cometer as fraudes.

Quanto aos motivos pelos quais essas pessoas se envolvem nesses atos, somos surpreendidos: a intenção de obter, estritamente, um “ganho pessoal” não é o principal motivador.

Em vez disso, “atingir metas corporativas” ficou em primeiro lugar (38%) e “acobertar um erro” em segundo (31%), seguido de “obtenção de ganhos pessoais” como a terceira principal causa (27%).

Os fraudadores também costumam ter um padrão de comportamento que se manifesta em alguns sinais.

Chama a atenção o estabelecimento de relações atípicas com terceiros (43%), o estilo de vida (roupas, bens, viagens, etc.) incompatível com sua remuneração e ter dívidas excessivas (25%).

No contexto brasileiro, as fraudes mais frequentes são as que envolvem conflitos de interesses (68%), roubo de ativos (52%), adulteração de documentos (49%) e, por último, manipulação (violação ou vazamento) de dados e informações (24%).

Esses são, assim, os traços de perfil e sinais presentes no comportamento geral do fraudador brasileiro.

Conhecer esses padrões pode ajudar a identificar qualquer movimentação suspeita. Contudo, se ater somente a esses aspectos não é o suficiente.

Para se precaver eficientemente contra essas e outras irregularidades, devem-se utilizar também os protocolos e as ferramentas capazes de detectar as fraudes.

Prevenção e enfrentamento de fraudes

Além de diagnosticar as possíveis fraudes dentro da organização, é essencial compreender as ferramentas e processos que podem preveni-las e auxiliar a enfrentá-las.

Ocupando o primeiro e o segundo lugar no ranking de meios de detecção, as denúncias anônimas (72%) e nominais (40%) são o principal veículo para identificação de fraudes, seguidos da auditoria interna (33%), e controles internos (31%).

Como o gráfico deixa claro, a atenção ao Canal de Denúncias pode ser definitiva para a detecção e, consequentemente, combate às fraudes.

Esses dados revelam a potência dessa ferramenta enquanto uma poderosa aliada das empresas.

A importância do Canal de Denúncias no combate a fraudes

O Canal de Denúncias é uma plataforma importantíssima para organizações de todas as naturezas, tamanhos e segmentos — com eficácia comprovada e, agora, demandado por lei.

Ele visa proteger a empresa e seus colaboradores, inibindo e combatendo todos os tipos de irregularidades.

Condutas indevidas no ambiente de trabalho, incluindo as fraudes, são realidades, e causam prejuízos nos resultados e na imagem da organização.

Como fica explícito com os dados trazidos acima, ter um Canal de Denúncias deve ser uma prioridade, principalmente quando o objetivo é inibir fraudes.

Adicionalmente, desde setembro de 2022, com a Lei 14.457, a ferramenta torna-se obrigatória para todas as empresas que possuem CIPA, como forma de reforçar as políticas de cuidado ao trabalhador e combate ao assédio.

Assim, com o Canal de Denúncias, sua empresa fica protegida e evita as consequências negativas decorrentes de potenciais condutas indevidas.