Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 O monitoramento constante é fundamental para identificar possíveis ataques e tomar medidas preventivas antes que os dados sejam comprometidos, afirma especialista. - WITRI

O monitoramento constante é fundamental para identificar possíveis ataques e tomar medidas preventivas antes que os dados sejam comprometidos, afirma especialista.

monitoramento constante é fundamental para identificar possíveis ataques

Compartilhe este conteúdo:

A cibersegurança está mudando rapidamente e a tecnologia está se tornando cada vez mais importante para a área. As principais tendências na segurança cibernética estão evoluindo também, garantindo que empresas e usuários possam se proteger da melhor maneira possível contra hacking e outras ameaças cibernéticas.

Em dados divulgados pela Fortinet, em Agosto de 2022 aponta que o Brasil sofreu 31,5 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos de janeiro a junho deste ano – um aumento de 94% com relação ao mesmo período do ano passado (com 16,2 bi) – sendo o segundo país mais visado da América Latina. O que demonstra a necessidade de mais controle e aplicação de ferramentas nas empresas nacionais.

O especialista em cibersegurança Roberto Martins, fala sobre as inovações de mercado e como as empresas podem cada vez mais contarem com soluções integradas, garantindo estabilidade nos servidores, segurança e performance.

“A segurança cibernética continua sendo um grande desafio para o setor de tecnologia, exigindo novas soluções cada vez mais inovadoras para combater ameaças cada vez mais sofisticadas. Como especialista em tecnologia e segurança cibernética, é importante que os executivos de empresas estejam cientes das últimas tendências no setor de segurança cibernética.”

Roberto Martins

De acordo com Martins, para o ano de 2023 teremos um avanço ainda mais considerável em soluções voltadas para empresas, e destaca ao menos cinco delas, a seguir.

  1. A Inteligência Artificial

A Inteligência Artificial (IA) está sendo usada cada vez mais para auxiliar na melhoria da segurança de redes e sistemas. Isso significa que os produtos de segurança podem identificar ameaças cibernéticas e destacar possíveis vulnerabilidades com maior precisão. Esses produtos podem também deteriorar automaticamente os ataques, então as organizações não precisam se preocupar em ficar constantemente de olho nas atividades maliciosas.

  1. A análise de comportamento

A análise de comportamento está se tornando cada vez mais prevalente na segurança cibernética. Esta tecnologia permite que as organizações monitorem as atividades dos usuários e analisem o comportamento interno para detectar atividades não permitidas ou suspeitas. Assim, elas podem tomar medidas preventivas contra ataques de hacking e reduzir o risco de violações de dados.

  1. Segurança de APIs

A segurança de APIs (Application Programing Interface) está se tornando cada vez mais relevante. APIs são parte fundamental da web e aplicativos móveis e a segurança de APIs garante que os aplicativos acessem e troquem informações de forma segura. Esta tendência também permite que as empresas aproveitem plataformas seguras com base em APIs e que possam ser integradas aos sistemas existentes para melhorar a segurança.

  1. O blockchain e a criptografia

A criptografia é usada para proteger os dados contra acesso não autorizado, enquanto o Blockchain permite que as transações sejam registradas de forma segura e confiável através da criptografia. O uso do Blockchain, antes restrito a transações com criptomoedas, está se expandindo rapidamente no setor financeiro, permitindo que transações de valores sejam processadas de forma segura.

  1. Melhorias na autenticação de usuários

A autenticação de usuários está se tornando cada vez mais comum e difícil de controlar. Os usuários agora são obrigados a usar autenticação multifatorial, como a autenticação de dois fatores para acessar sistemas internos. Isso significa que não é possível acessar um sistema sem fornecer a senha correta e outro tipo de código de autenticação, como um token físico ou código de acesso.

Com base na análise das principais tendências da segurança cibernética, podemos ver que a segurança está se tornando cada vez mais acessível e robusta. A próxima tendência será a autenticação sem senha, ou “passwordless”, que utiliza chaves criptográficas armazenadas no smartphone ou PC e protegidas por biometria. Protocolos como FIDO já estão sendo implementados pelas big techs e a tecnologia estará disponível em breve para empresas e consumidores.

A segurança em tecnologia da informação é essencial para proteger as empresas e usuários de ameaças cibernéticas. É importante que as empresas invistam em soluções de segurança confiáveis para garantir a segurança de suas redes e sistemas.