Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Mês do Consumidor: 4 dicas para marketplaces venderem mais - WITRI

Mês do Consumidor: 4 dicas para marketplaces venderem mais

mês do consumidor

Compartilhe este conteúdo:

Muito aguardada pelo varejo e pelo consumidor, o Dia do Consumidor, comemorado em 15 de março, é uma das datas mais importantes para as vendas online. Porém, grande parte do comércio eletrônico, mantém as estratégias para alavancar as vendas na data, durante todo o mês, com intuito de atrair os consumidores. Em 2022, a data chegou a um faturamento de R$ 722 milhões com crescimento de 22% em comparação a 2021, de acordo com dados da Neotrust, empresa de monitoramento do e-commerce nacional.

Vale reforçar que não basta oferecer preços atrativos para ter bons resultados no Mês do Consumidor. É preciso encantar o cliente em todas as etapas da jornada de compra. “Uma experiência marcante começa no primeiro contato do cliente com a marca e vai até o pós-venda. Toda interação importa para oferecer uma experiência completa e vantagens de compra, o que fará a diferença para o negócio”, explica Matheus Pedralli, CEO da Omnik, empresa especializada em transformar e-commerces em marketplaces escaláveis, fornecendo recursos para todo o ciclo de gestão, operação e transação em modelos de negócios B2B e B2C, que faz parte da FCamara, ecossistema de tecnologia e inovação que potencializa o futuro de negócios integrando visão estratégica com execução inteligente.

Pensando nisso, Matheus preparou quatro dicas que ajudam um marketplace a vender mais durante a data. Confira:

1. Foque na experiência do cliente

Consulte as informações sobre as vendas no Mês do Consumidor dos últimos anos. Confira quais foram os produtos mais vendidos e as principais queixas, veja se o ticket médio está aumentando ou diminuindo.

“Para proporcionar uma experiência positiva, o marketplace precisa conhecer seus clientes e fazer o melhor uso dos dados levantados a favor do negócio. É preciso analisar as dores e as necessidades dos consumidores e, com essas informações, identificar o que os clientes buscam e como agradá-los.”

Matheus Pedralli

2. Ofereça ofertas realmente boas

Surpreenda o cliente e segmente os descontos de forma estratégica. Você pode, por exemplo, analisar as regiões em que consegue proporcionar frete grátis. Também pode identificar os itens relevantes para uma estratégia desse tipo. Outra dica é estudar a margem de lucro sobre cada produto, assim seu negócio reduz o preço de forma assertiva. Pode ainda entender o perfil de comportamento de consumo de seus clientes com base em dados e personalizar descontos e vantagens sob-medida para satisfazê-los, sem precisar ofertar tais benefícios abertamente para clientes menos sensíveis a preço nem sacrificar as margens do negócio. “Atenção redobrada em temporadas de ofertas como a semana do consumidor, se o seu marketplace não der descontos realmente bons, corre o risco de perder credibilidade. Há vários aplicativos que ajudam o cliente a identificar falsos abatimentos de preços. Evite prejuízos e reclamações no Procon e na internet”, orienta o executivo.

3. Analise o estoque

Um ponto importante é analisar o estoque dos sellers. Afinal, os marketplaces recebem muitos pedidos em datas sazonais. Cheque com antecedência as quantidades e variedades dos itens. Dessa maneira, você impede que o marketplace venda produtos que não estão disponíveis e evita prejuízos para o

negócio e para o usuário. “Durante o Mês do Consumidor, sabemos que a concorrência é grande. É um diferencial e tanto ter produtos em estoque com preços baixos”, aponta Matheus.

4. Tenha uma estrutura que suporte o volume de vendas

Para vender bem durante a data, não basta focar nos clientes, no estoque e nos produtos. É preciso ter uma plataforma de marketplace que ofereça uma estrutura adequada para lidar com o grande volume de acessos e vendas. “Você precisa contar com o apoio de plataformas que dão suporte às vendas, como um sistema de gestão ERP e um hub de integração com marketplaces. Além disso, faça simulações para conferir se a plataforma funciona bem com um tráfego mais intenso. Em datas como o Mês do Consumidor, o site precisa estar sincronizado e rodando sem falhas”, adverte o especialista.