Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Marcas se posicionam nas redes sociais em caso de racismo contra Vini Jr; veja como foram recebidas - WITRI

Marcas se posicionam nas redes sociais em caso de racismo contra Vini Jr; veja como foram recebidas

caso de racismo contra Vini Jr

Compartilhe este conteúdo:

Grande parte da repercussão de mais um caso de racismo vivido por Vini Jr aconteceu em redes sociais. Segundo a Vert.se Inteligência, consultoria em inteligência de dados com foco, principalmente, em mídias sociais, foram mais de 131 mil posts sobre o tema nos últimos 7 dias, a maioria vinda do Twitter (67%).

Em seu post-desabafo, o atleta pediu a criminalização dos responsáveis e alguma atitude por parte dos patrocinadores. Do total de posts sobre o tema, pouco menos de 20% foram de organizações.

E AS MARCAS, COMO FICAM?

Entre as menos de 20% de organizações que falaram sobre o tema, a Nike (patrocinadora de Vini Jr. há mais de uma década) aparece em post (com mais 1.7 milhões de likes e mais de 9 mil comentários) se solidarizando com o jogador e exibindo uma imagem com a frase “Stop looking the other way”, remetendo à expressão que significa ignorar de propósito algo que pode ser desagradável, imoral ou ilegal.

A Puma, patrocinadora do Valência e fornecedora da bola oficial do compeonato, falou por meio de comunicado à imprensa. “Na Puma, não toleramos o racismo, condenamos a discriminação de qualquer forma e nos solidarizamos com Vinícius Junior e toda a comunidade do futebol ao condenar os eventos de ontem”, disse à agência Reuters.

O Santander, principal patrocinador, que dá nome à La Liga nesta temporada, também divulgou um texto. “O Santander rejeita veementemente todo racismo e discriminação, seja qual for sua forma”, afirmou o banco espanhol.

Já a EA Sports, Microsoft, Cervezas San Miguel, Sorare, BKT, Gol-Ball, Golazos e Panini são os patrocinadores da La Liga que optaram pelo silêncio, com zero posicionamento sobre o assunto.

E COMO FOI A RECEPTIVIDADE DESSE POSICIONAMENTO?

A Vert.se Inteligência analisou os posts das principais marcas e pessoas que optaram por se posicionar sobre o assunto. Observamos cerca de 60% de todos os comentários para descobrir qual foi o sentimento despertado em quem acompanha tais organizações. A média de aprovação foi de quase 82%. A seguir, nossas descobertas.

PONTO DE ATENÇÃO EM COMUM

Marcas que se posicionam precisam se preparar para o SAC. Geralmente, em posts opinativos, as médias de alcance e engajamento aumentam nesses casos. Marcas com ‘teto de vidro’ tendem a ficar expostas se não tiverem soluções eficientes para dialogar com seus clientes.

COMO SE PREPARAR?

Além de analisar o cenário e as possíveis repercussões, também é essencial pensar no melhor formato de expressar o posicionamento, como:

  1. Defender mudanças.

Uma empresa que opta por defender mudanças em tópicos delicados pode ser vista como líder na comunidade. Quando uma marca escolhe apoiar uma causa, o primeiro direcionamento é selecionar qual o tema que faz sentido para a sua atuação e público. Mas pensar somente nos clientes não é o suficiente. O posicionamento estratégico começa dentro de casa, com os colaboradores. Trabalhar a cultura interna, oferecendo informação por meio de cursos e treinamentos, é o primeiro passo para fortalecer os valores da companhia.

  1. Educar

Ao educar os consumidores sobre questões sensíveis, uma marca pode ajudá-los a tomar decisões mais precisas. Isso pode ser com campanhas informativas, rotulagem de produtos ou postagens em mídias sociais.

  1. Ação conjunta

Uma empresa bem relacionada pode se beneficiar do apoio de outras marcas. Isso pode ser feito por meio de campanhas de marketing colaborativas para aumentar a conscientização sobre determinado assunto