Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Infinix explica o funcionamento das baterias de smartphones e dá dicas para preservar suas vidas úteis - WITRI

Infinix explica o funcionamento das baterias de smartphones e dá dicas para preservar suas vidas úteis

Bateria de Smartphones

Compartilhe este conteúdo:

Alguns hábitos simples dos usuários de smartphones podem resultar no desgaste precoce da bateria do aparelho. Entretanto, outras medidas igualmente básicas podem evitar que isso aconteça. Para explicar o funcionamento desse componente fundamental dos aparelhos celulares e indicar maneiras de preservar seu bom funcionamento, Gustavo Massette, Gerente de Produtos Mobilidade na Positivo Tecnologia, compartilha dicas e informações relevantes para consumidores de dispositivos de qualquer marca e faixa de preço.

O funcionamento da bateria dos celulares

A bateria de um celular mudou muito desde os primeiros modelos. Inicialmente produzido com níquel-cádmio, hoje o componente conta com materiais muito mais resistentes e seguros, feitos com polímero e íon de lítio. Essa evolução impactou diretamente na vida dos usuários, que deixaram de enfrentar alguns problemas de preservação bastante comuns, como o chamado “efeito memória”, que fazia com que sua capacidade de carga retida caísse abruptamente e não com o passar do tempo.

“Esse é um problema que ficou no passado a partir da fabricação com polímero e íon de lítio. Claro que com o passar do tempo qualquer bateria perde a sua capacidade máxima, mas os usuários não precisam mais lidar com o que costumávamos chamar de ‘bateria viciada’. Com a perda repentina de sua capacidade”, Gustavo explica que isso não acontece mais por uma condição do próprio material utilizado na bateria, mas reforça que ainda é preciso tomar determinados cuidados no dia a dia para evitar que o desgaste não seja mais rápido do que o normal.

Nas baterias atuais, os íons de lítio se encarregam pelo fluxo de cargas elétricas do componente e fazem com que ela seja alimentada e carregue um aparelho. Normalmente, esse tipo de bateria suporta uma quantidade de ciclos de carga (quando ela vai de 100% da capacidade para zero) que pode mudar a partir da forma como é utilizada, inclusive no momento do carregamento e quando exposta a temperaturas fora do comum.

Já para saber o tempo que a bateria irá se manter carregada, em uso, é importante entender o conceito de mAh (miliampere-hora), uma subunidade de medida que serve para identificar as transferências de carga elétrica através de uma corrente de um ampere durante uma hora.

“Esse é um dado que o usuário precisa se atentar para saber a duração média da bateria, o que não tem a ver diretamente com a sua potência. O Infinix HOT 11, por exemplo, tem capacidade de 6.000 mAh, o suficiente para dar uma grande autonomia de até 53h em ligação e podendo durar dias em um uso normal – a depender, é claro, das atividades desempenhadas com o aparelho nesse período”.

Gustavo Massette

Dicas para preservar a bateria do celular

Mesmo com certos problemas resolvidos graças à evolução da tecnologia, é importante saber como evitar a aceleração do desgaste natural da bateria. Entre as dicas para preservar seu bom funcionamento por mais tempo estão:

• Evitar deixar a bateria com menos de 20% de carga ou mais de 80%:

“Para prolongar a vida útil da bateria, evite que esta opere em condições de alto estresse de corrente. Uma regrinha que pode ser utilizada é tentar manter a carga sempre entre 20% e 80%. Essa porcentagem exata pode variar entre aparelhos, mas, em geral, podemos considerar esses valores para que a bateria opere em sua tensão nominal, que é a condição mais confortável para operação”.

• Evitar expor o aparelho a temperaturas muito altas ou muito baixas:

“Por conta das atividades químicas do interior da bateria de íon de lítio, a temperatura à qual o aparelho é exposto interfere no seu funcionamento e vida útil. Por isso, é aconselhável não utilizar o aparelho em locais com temperaturas acima de 40ºC ou muito baixas, evitando expor a fontes de calor ou exposição direta ao Sol, além de ambientes com alta umidade”.

• Evitar utilizar o aparelho enquanto ele estiver carregando:

“Pode parecer óbvio, mas quando utilizado ligado à tomada, o celular demora mais para completar a carga e esquenta mais rápido – tanto pelo carregamento quanto pelo calor emitido pela própria mão do usuário. Dessa forma, o aumento de temperatura também prejudica o funcionamento do aparelho”.

Além desses cuidados, existem ferramentas que ajudam na preservação da bateria do celular. A Infinix, por exemplo, conta com a aplicações pré-instaladas, como ‘Phone Master’ e ‘Maratona de Energia’, que permitem ao usuário acompanhar o consumo de energia e economizar na carga.

Cuidados com o carregador

Por fim, outro fator importante para preservar a bateria é sempre utilizar um carregador original ou de qualidade. Os celulares Infinix ZERO 5G e Infinix NOTE 10 Pro, por exemplo, vêm com um carregador de 33W com certificado de rapidez e segurança emitida pela TÜV Rheinland. “Além da segurança do certificado e da qualidade do carregamento, as tecnologias proprietárias de carga rápida dos carregadores Infinix dão ainda mais tranquilidade e conforto para os usuários”, ressalta Gustavo.

Para informações adicionais e especificações dos smartphones Infinix lançados e fabricados pela Positivo Tecnologia no Brasil, acesse o site.