Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 EMBRAPII destina R$ 27,8 milhões para projetos de inovação com a indústria - WITRI

EMBRAPII destina R$ 27,8 milhões para projetos de inovação com a indústria

Foto: Neila Rocha (SEAPC-MCTI)

Compartilhe este conteúdo:

A Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (EMBRAPII) e o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) divulgaram nesta segunda-feira, 24 de outubro, às 17h30, os nomes de oito centros de pesquisas que vão ingressar no ecossistema de Unidades EMBRAPII. Os selecionados terão disponíveis R$ 27,8 milhões da EMBRAPII para atuar em projetos de inovação da indústria nacional. A divulgação foi feita na presença do ministro Paulo Alvim, em evento no MCTI, em Brasília (DF), transmitido pelo Youtube.

As Novas Unidades vão atuar nas áreas de Internet das Coisas (IoT), Manufatura 4.0, Tecnologias 3D; Biotecnologia aplicada à Micropropagação de Culturas Vegetais e Processos Metalúrgicos Extrativos e Biotecnológicos. A expectativa é gerar R$ 75 milhões de investimentos em inovação, à medida que o modelo da EMBRAPII soma a contrapartida financeira do setor produtivo e o recurso econômico da empresa. Com o credenciamento, a EMBRAPII passa a contar com 85 Unidades EMBRAPII.

“A EMBRAPII tem um ecossistema robusto de Unidades EMBRAPII, que são centros de excelência em pesquisa e inovação, com quadro de pesquisadores qualificados e infraestrutura de ponta para apoiar diferentes segmentos da indústria nacional em sua jornada de inovação. As novas Unidades EMBRAPII impulsionarão ainda mais o desenvolvimento de soluções tecnológicas que se alinham à tendência global, com projetos que envolvam transformação digital e sustentabilidade. Assim, a EMBRAPII segue sua missão de fortalecer a indústria brasileira, tornando-a mais competitiva e inovativa”, destaca José Luis Gordon, presidente da EMBRAPII.

José Luis Gordon, presidente da EMBRAPII

As cinco Unidades que irão desenvolver projetos nas áreas de IoT e Manufatura 4.0 são: Instituto Metrópole Digital/UFRN, de Natal (RN); Associação do Laboratório de Sistemas Integráveis Tecnológico (LSI-TEC), de São Paulo; Instituto Atlântico, de Fortaleza (CE); Fundação para Inovações Tecnológicas (FITec) e Centro de Pesquisas Avançadas Wernher von Braun, ambos de Campinas (SP). Elas vão integrar a Rede MCTI/EMBRAPII de Inovação em Tecnologias e Inovação Digital e vão apoiar o processo de digitalização e transformação digital da indústria brasileira, tais como aplicações inteligentes em nuvem; análise avançada de dados de produção industrial; sistemas e equipamentos digitais para integração da manufatura; sistema de inteligência de dados da manufatura; identificação, rastreamento e sensoriamento; digitalização, automação e produção inteligente; projeto de dispositivos de ponta e borda para IoT, entre outros. 

As outras três selecionadas foram escolhidas entres as Unidades de Pesquisas vinculadas ao próprio MCTI: Centro de Tecnologia da Informação Renato Archer, de Campinas (SP), que vai apoiar a indústria em projetos inovadores que envolvam Tecnologias 3D; o Centro de Tecnologias Estratégicas do Nordeste (Cetene), de Recife (PE), que será credenciado na área de biotecnologia aplicada à Micropropagação de Culturas Vegetais; e o Centro de Tecnologia Mineral (CETEM/MCTI), do Rio de Janeiro, que focará em processos metalúrgicos extrativos e biotecnológicos.

Novas Unidades EMBRAPII fortalecem o ecossistema de P,D&I

O credenciamento das oito novas Unidades EMBRAPII foi realizado por meio de duas chamadas públicas. A Chamada focada em Unidades de Pesquisa do MCTI recebeu oito propostas. Já o processo com a temática em IoT e Manufatura 4.0 recebeu 25 propostas de ICTs vinculadas ao CATI – Comitê da Área de Tecnologia da Informação MCTI. Os candidatos tiveram que demonstrar experiência no desenvolvimento de projetos de PD&I na área temática da chamada, em parceria com a indústria.