Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Como medir a cultura da empresa - WITRI

Como medir a cultura da empresa

Cultura na empresa

Compartilhe este conteúdo:

A cultura corporativa é um fator vital para o crescimento dos negócios e o aumento da produtividade, é a pedra angular de qualquer organização, pois representa a forma como uma empresa opera e interage com seu corpo de profissionais, clientes e outras partes interessadas.

Então, quais são os elementos que compõem a cultura de uma empresa? Como identificar os pontos fortes e fracos para trabalhá-los? Em entrevista com Renan Barreto, Co-Founder e Estrategista de Negócios Digitais da TeamCulture, HR Tech, referência em gestão de pessoas, que tem como objetivo proporcionar resultados com propósito, ajudando as empresas a criar um ambiente de trabalho incrível, ele relata sobre a importância de avaliar periodicamente a cultura da companhia, quais são os indicadores que permitem medi-la, como identificar pontos fortes e vulneráveis e como a plataforma da HR Tech tem sido uma facilitadora para implantar, disseminar e metrificar a cultura e clima organizacional dentro das organizações. Confira!

1. Quais são os indicadores que permitem medir a cultura organizacional da empresa?

A cultura organizacional é algo intangível, mas ela tem um forte impacto no desempenho corporativo. Existem diversos fatores que podem impactar na cultura organizacional, mas acreditamos que existem 4 pilares que mensuram diretamente os aspectos culturais como:

Nível de Maturidade Cultural: Ele representa qual é a posição da organização ou equipe com base na Pirâmide de Maslow, voltada ao engajamento de colaboradores. Cada comportamento da plataforma é classificado com um grau e com base na resposta do grupo conseguimos verificar em qual nível está a cultura presente da empresa com relação a Pirâmide.

Cultura Presente: Espelha o comportamento que os colaboradores têm na empresa naquele momento, com base no que vivenciam no dia a dia, como também seus hábitos e percepções.

Alinhamento Cultural: É muito importante para mostrar o Gap entre a cultura presente em relação à desejada. Caso você tenha um código de cultura criado, é possível verificar se os comportamentos dos valores / princípios mapeados estão presentes hoje na empresa ou não, e quão longe está da cultura desejada.

Cultura Desfavorável: Há algumas condutas que são desfavoráveis ao crescimento de uma organização como: Comando e Controle, Discriminação, Irresponsabilidade entre outros. Esse tipo de indicador traz qual é o percentual de cultura desfavorável que se tem na empresa. Mas, se quiser fazer uma análise mais ampla, existem outros indicadores que complementam essa avaliação de cultura organizacional, como o índice de satisfação dos colaboradores, o eNPS (Employee Net Promoter Score).

Por que é necessário medir a cultura da empresa?

É muito importante as organizações medirem o nível cultural para saber se as pessoas estão alinhadas com os valores que a empresa acredita para atingir seus objetivos e conquistar os resultados desejados.

Um alto nível de alinhamento e maturidade cultural pode favorecer a empresa a melhorar o crescimento do negócio, reter talentos e aumento de produtividade. Por outro lado, uma empresa com alto índice de desalinhamento cultural pode sofrer com problemas internos, que impactam no crescimento do negócio e podem gerar uma alta taxa de turnover pelas pessoas não se identificarem com os propósitos da empresa.

Um alto nível de alinhamento e maturidade cultural pode favorecer a empresa a melhorar o crescimento do negócio […. Por outro lado, uma empresa com alto índice de desalinhamento cultural pode sofrer com problemas internos.

Então, como identificar pontos fortes e fracos da companhia? E dos funcionários?

Gosto da definição dada pelo William Deming(1) , que diz: “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia”. Ela é assertiva quando falamos em entender pontos fracos e pontos fortes. O primeiro passo é mensurar a cultura, para que se possa tomar decisões e criar planos de ações com base em dados, deixando a suposição individual de lado, pois ela nos dá uma margem de erro significativa.

Além de trabalhar de forma contínua com a cultura organizacional, que é uma cultura composta por valores, atitudes e hábitos cultivados dentro de uma empresa, olhando para os principais pilares mencionados nas métricas anteriores, a pesquisa auxilia a entender também sobre o clima organizacional da mesma. Este outro ponto é voltado para as opiniões, sugestões, satisfação e sentimentos dos funcionários, que se tratam de características que contribuem para o clima geral dentro de um negócio. Lembrando que o clima organizacional de uma empresa gera um impacto direto na cultura organizacional e vice versa.

Em uma pesquisa de clima organizacional é possível entender pilares como: Feedback, Alinhamento, Relacionamento com Gestor, Vestir a camisa, Satisfação, Bem-estar, Felicidade, Reconhecimento, Crescimento pessoal, Relacionamento com a Equipe, entre outros. Estes dados indicarão os principais pontos fortes da empresa e equipes, como também os pontos onde gestores precisam melhorar com base na resposta de todos os colaboradores. É muito importante entender que cada equipe é diferente, tem comportamentos, crenças, percepções únicas, e trazer essa informação segmentada e adaptada para cada equipe é fundamental.

Um exemplo na prática é o case de sucesso do BGC Brasil. Thiago do Prado, CTO da empresa, conta as mudanças que puderam ser percebidas ao começar a trabalhar estes pontos. “Com o início do trabalho com a TeamCulture, implementamos, além do formulário de engajamento, duas pesquisas, uma de satisfação com o time e a outra com os líderes. Disponibilizamos essas duas pesquisas com frequência de duas semanas, sendo respondida pelo time de maneira rápida todo fim de Sprint”, explica Prado.

“Dessa forma começamos a receber feedbacks que não chegavam antes, mesmo com uma cultura de comunicação aberta e colaborativa difundida. Percebemos que ter uma ferramenta que garanta o anonimato e formalize o processo de avaliação de satisfação era super importante. Acredito que essa, junto de outras medidas tomadas pela BGC, nos auxiliou a aumentar a satisfação e produtividade dos nossos colaboradores. De um lado os membros começaram a ter espaço fixo para falar sobre suas vivências e, por outro, os líderes agora têm um modelo de feedback recorrente vindo do time.”

Thiago do Prado

Quais as principais características de um bom indicador de desempenho organizacional?

Os indicadores de performance devem ser estipulados para fazer a diferença dentro de um processo. A partir de dados que permitam a realização de mudanças para otimizar as atividades da organização. Logo, um bom indicador deve ser claro, simples, fácil de entender, e deve medir algo que é importante para o sucesso da organização. Um KPI (indicador de performance) deve ser específico e transparente no que será mensurado. O indicador precisa estar alinhado com os objetivos da empresa.

Nós acreditamos que existem 3 temas que são complementares e extremamente importantes para mensurar a evolução e desempenho da organização: Resultado de Negócio, Engajamento de colaboradores e Desenvolvimento dos colaboradores. Avaliando o conjunto é possível obter respostas sobre o resultado da empresa, o desenvolvimento dos colaboradores e o engajamento deles. Isso indicará se a organização está progredindo ou não e, principalmente, quais pontos precisam ser melhorados. Inclusive respondendo a perguntas como, por exemplo, Equipes mais engajadas trazem um maior resultado?, Equipes mais desenvolvidas trazem um maior resultado? ou Equipes engajadas e desenvolvidas trazem resultados para a empresa?

Neste aspecto, como a plataforma da TeamCulture ajuda a medir a satisfação dos colaboradores?

Com base em vários estudos de mercado e de experiência de usuário, entendemos que era fundamental mensurar o clima da empresa continuamente e não somente em um período específico. Ou seja, deixar de olhar para o retrovisor e olhar para a pista. Além disso, sempre pensamos em como extrair o máximo possível desse processo para trazer cada vez mais insights valiosos para os líderes e o RH.

Hoje, é enviada uma pesquisa de 6 perguntas semanalmente para os colaboradores, sendo uma pergunta voltada para a questão cultural para entender a cultura presente, e as outras com foco no clima organizacional, índice de satisfação e pilares inteligentes.

Com as verificações semanais conseguimos levantar insights valiosos como: Índice de satisfação dos colaboradores, eNPS, onde conseguimos identificar como se está no momento presente e entender o percentual de promotores, passivos e detratores que temos dentro da empresa ou em uma área específica. Além disso, conseguimos ter indicações sobre os pilares inteligentes que são temas muito relevantes para a atualidade e todas as organizações estão montando planos para isso: Diversidade, Cultura de Inovação (Segurança Psicológica) e Burnout.

A plataforma SaaS TeamCulture é bem intuitiva. Ela é destinada apenas aos gestores ou os funcionários também têm acesso a ela?

Ela é como uma pesquisa de satisfação, destinada a todos os colaboradores, que têm um papel fundamental, continuamente darem a sua opinião, trazendo aos seus líderes os pontos que acreditam que precisam ser melhorados, além de suas sugestões de como resolver ou melhorar determinadas situações . É uma plataforma que dá voz às pessoas dentro da empresa.

O líder não precisa mais esperar muito tempo para ter a informação em suas mãos, os relatórios são atualizados de 4 a 6 horas e realiza todos os cálculos e atualização automaticamente. Ela mesmo já traz sugestões do que pode ser feito para melhorar o engajamento da equipe. Já o RH, começa a trabalhar de uma forma mais ágil, objetiva e estratégica. Os dados metrificados ajudam a diminuir drasticamente o trabalho operacional para atuar olhando os gráficos, feedbacks e insights que a ferramenta fornece para realizar tomadas de decisões mais assertivas. E orientando à liderança para que eles desenvolvam o engajamento dentro da empresa.

Nosso propósito é ajudar as empresas criarem ambientes de trabalhos incríveis unindo resultado com propósito. Oferecemos a melhor solução para gestão de pessoas, e para melhorar essa jornada lançaremos até o final do ano uma nova versão mais completa e repleta de insights, com uma experiência ainda melhor e já mirando a entrada de novos módulos para atender o nosso desejo de ser a única e melhor plataforma para a entrega de resultado de negócio.