Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Com previsão de faturar R$ 16 milhões em 2023, Food To Save chega a 1000 toneladas de alimentos salvos - WITRI

Com previsão de faturar R$ 16 milhões em 2023, Food To Save chega a 1000 toneladas de alimentos salvos

Food To Save

Compartilhe este conteúdo:

Desde o início de sua operação, em 2021, a Food To Save, foodtech que atua no combate ao desperdício de alimentos, já evitou o descarte de 1000 toneladas na Capital Paulista, Grande ABC, Americana (SP), Campinas (SP), Rio de Janeiro (RJ) e Brasília (DF). Com proposta inovadora de resgatar alimentos excedentes de produção e/ou produtos próximos à data de vencimento em perfeitas condições para consumo, a startup agora projeta R$16 milhões de faturamento para 2023.

No ano passado, a empresa transacionou mais de R$13 milhões e gerou mais de R$10 milhões de receita incremental para os estabelecimentos parceiros nas regiões em que opera.

“Para o novo ano, prevemos a consolidação nas capitais em que já atuamos e planejamos ampliar o negócio para outros estados, como Minas Gerais. O ano de 2022 foi muito positivo para nós, pois apresentamos um crescimento exponencial mês a mês. Esperamos que cada vez mais usuários e parceiros se envolvam nessa causa conosco, para ultrapassarmos as barreiras culturais e atingir o nosso objetivo de reeducar a sociedade sobre o tema.”

Lucas Infante

A startup conta com mais de 2000 estabelecimentos cadastrados na plataforma, entre eles, Rei do Mate, Havanna, Dídio Pizza, Natural da Terra, Hortifruti, Duckbill e Brownie do Luiz que comercializam seus produtos em Sacolas surpresa com descontos de até 70%,

Em dezembro, a startup apresentou o conceito de Food Market, vinculado ao estoque de indústrias e distribuidoras de grandes marcas, como Nestlé, Shopper e Americanas. A operação iniciou sua fase teste na cidade de São Paulo, e, para o próximo ano, a meta é replicar o modelo para outros estados. “Nossa solução é simples e funcional: conectamos empresas alimentícias e pessoas engajadas em combater o desperdício. Começamos com padarias, hortifrutis e restaurantes que contam com alimentos perecíveis, mas próprios para o consumo, e agora ampliamos o segmento para indústrias e distribuidores. O propósito da Food To Save democratiza o acesso ao alimento para as classes C e D, ao mesmo tempo em que atua em prol de hábitos mais sustentáveis para a população e contribui com o meio ambiente, diminuindo também as emissões de CO2.”, finaliza o CEO.