Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 Com gestão feminina, fintech de energia solar cresce 163% e viabiliza projetos em mais de 130 mil unidades consumidoras no Paí - WITRI

Com gestão feminina, fintech de energia solar cresce 163% e viabiliza projetos em mais de 130 mil unidades consumidoras no Paí

Energia Solar

Compartilhe este conteúdo:

A liderança das executivas Carolina Reis e Iasmym Jorge na fintech Meu Financiamento Solar, especializada em financiamento para projetos de energia solar no Brasil, tem sido decisiva para sucesso da empresa no País. Somente nos últimos três anos, a companhia registrou crescimento de 163% nos negócios e viabilizou a implantação da tecnologia fotovoltaica em mais de 130 mil unidades consumidoras espalhadas pelo País.

Criada de forma independente em 2017 como uma startup que se propunha a tornar os sistemas fotovoltaicos mais acessíveis aos consumidores em geral, a fintech é uma das maiores referências em financiamento de kits solares para residências e empresas, com um serviço 100% digital. É também uma empresa investida pelo Banco BV, que atende consumidores finais, instaladores, integradores e distribuidores de equipamentos fotovoltaicos.

O crescimento do Meu Financiamento Solar também resultou em um aumento no quadro de colaboradores, que, ao longo de 2022, foi elevado em 167%. Hoje a empresa conta com 291 profissionais, sendo 52,6% mulheres (153 no total). Os homens representam 47,4%, com 138 cargos preenchidos. No caso dos quadros de liderança, a fintech possui atualmente 59,4% de presença feminina.

A composição do quadro de colaboradores na empresa representa uma quebra de paradigma em dois mercados tradicionalmente ocupados de forma majoritária por homens: financeiro e setor elétrico.

O comandado geral fica por conta de Carolina Reis, diretora-executiva e especialista no setor de energia solar fotovoltaica, no qual atua há sete anos. É formada em administração de empresas pela Universidade Mackenzie, iniciou a carreira no mercado financeiro e, durante cinco anos, foi analista de comunicação institucional e relações com investidores de private equity, fundos de investimentos como o suíço Capital Dynamics e o brasileiro Grupo Stratus.

“Existem alguns desafios para as mulheres, como conciliar agenda familiar com a profissional e fugir da síndrome da impostora, não se colocando em uma posição inferior achando que não dará conta quando as coisas fogem do controle, e que em algum momento, alguém te descobrirá. Acredito que a melhor forma de combater isso é trabalhar com o que gostamos e acreditar na competência e na intuição”, comenta Carolina.

“Poder representar as mulheres em uma posição relevante na empresa, realizando trocas com grandes profissionais do setor, que, na maioria, são homens, nos traz, além de uma grande satisfação, a mensagem de que não há mais espaços para sexismos.”

Carolina Reis

Já Iasmym Jorge é a Head de Negócios. Ela assumiu o cargo em agosto de 2021 e hoje é responsável por desenvolver e liderar toda operação comercial, no sentido garantir eficiência em diferentes frentes, como operações, atendimento, inteligência e vendas.

É formada em Direito e com especialidade em Gestão Comercial pela Fundação Dom Cabral. Antes de ingressar no Meu Financiamento Solar, Iasmym gerenciou equipes comerciais no Itaú, Porto Seguro e UOL. Hoje, tem como principal desafio levar todo conhecimento e diferenciais da linha de crédito BV como solução para instalação do sistema fotovoltaico.

“No geral, percebo avanços consideráveis no mercado como um todo quanto diversidade de gênero tanto em cargos estratégicos quanto no quadro geral de colaboradores”, aponta Iasmym. “Mulheres sempre tiveram de se preparar e de se dedicar muito mais para terem espaço no mercado de trabalho. Com isso, fomos ganhando cada vez mais notoriedade, devido as nossas habilidades e capacitação técnica, somado a um olhar atento ao cuidado e aos detalhes, que fazem a diferença em nosso modelo de negócio”, conclui.