Warning: Undefined array key "options" in /var/www/html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/theme-builder/widgets/site-logo.php on line 192 A saúde mental do empresário - WITRI

A saúde mental do empresário

Saúde mental

Compartilhe este conteúdo:

O famoso “estresse” não poupa ninguém. Quando se trata de empreendedores e empresários, a situação fica ainda mais delicada. Com tantas coisas na cabeça ao mesmo tempo, é preciso ter um cuidado redobrado com a saúde física, mas principalmente, com a saúde mental para não ter uma crise repentina. De acordo com os últimos levantamentos da OMS, Organização Mundial da Saúde, de 2012, cerca de 90% da população mundial sofre com estresse. Em 2013, o Instituto de Medicina dos Estados Unidos publicou uma pesquisa em que apurou um custo de US$ 5 mil por ano para cada empregado – incluindo perdas com licenças médicas, absenteísmo, tratamentos, entre outros. Isso nos mostra que para ter sucesso, é preciso antes se preocupar com a saúde mental e emocional.

É compreensível que a rotina do empreendedor traga muitas “ameaças”: novos projetos, novos empreendimentos, investimentos, funcionários, fornecedores, afazeres…. O caos mental é quase que parte do currículo de um empresário e com ele, vem o estresse e de fato, não é fácil administrar tudo isso. Mas a saúde não deve ficar em segundo plano: o empreendedor precisa se antecipar, tirando um tempo de qualidade para si mesmo e para sua família. Isso é o que faz o empresário Jonathas “Jhon” Freitas, que com apenas 33 anos de idade, natural de São Paulo, casado e pai de um filho, é um dos principais protagonistas do país quando o assunto é evolução do mercado de tecnologia – e só chegou lá porque sua saúde mental sempre foi prioridade.

“Todo empreendedor é bipolar (falando sobre mudança de humor, não sobre doença). Essa é a característica fundamental da jornada empreendedora que diariamente os empresários passam, são altos e baixos constantes. O empreendedor é aquele cara que se olha no espelho todos os dias de manhã e fala que é incrível, que vai vencer, que o dia será cheio de conquistas… mas quando chega no final do dia, ele quer se enforcar em um pé de couve, de tantos problemas que aconteceram durante o dia, seja um cliente que estava certo para fechar um grande contrato, mas desiste de última hora, é um funcionário que precisava entregar um projeto e fica doente, é um boleto que vence e você não viu, ou seja, é o ciclo de altos e baixos ao longo das 12 horas que você está trabalhando”, brinca o empresário que está no mercado há 18 anos e já participou da fundação de mais de 40 startups de tecnologia que se tornaram reconhecidas nacional e internacionalmente.

Além disso, alimentar-se bem, fazer exames de rotina, dormir quando for para dormir e se exercitar são premissas básicas para manter o corpo e a mente equilibrados. Além disso, se for possível, o acompanhamento psicológico também deve ser levado em conta. São muitas coisas para dar conta e não é saudável achar que é onipresente. O empreendedor precisa delegar para poder não se anular.

O estresse não deve ser subestimado. Ele não se trata de apenas “passar por um período de nervosismo ou tensão”. Ele é um mecanismo fisiológico que o nosso corpo dispara em situações de perigo. A carga alta de adrenalina na corrente sanguínea faz com que você se prepare para a luta ou para a fuga, sobretudo em momentos de incertezas e ameaças. Percebe o perigo? É um mecanismo para te preparar para situações extremas, não para que você fique o tempo todo em situações com estados de limite.